Professor de inglês nativo ou não?

set 22, 2011 No Comments by

Oi, pessoal.

Estou de volta! O meu curso foi puxado, mas muito interessante e construtivo. Valeu muito a pena! Vocês podem estar estranhando eu escrever em português aqui no blog, mas gostaria de compartilhar algumas coisas interessantes que aprendi por lá e acho que quanto mais alcance tiver, melhor.

Hoje quero falar um pouquinho sobre professores de inglês e o fato de serem nativos ou não. Eu sei que muita gente, não só no Brasil, acha que o fato de ter um professor cuja língua materna é o inglês já resolve grande parte do problema. Mas os meus professores no Canadá fizeram algumas observações sobre os não-nativos que me chamaram muito a atenção:

1. O fato de ser um professor não-nativo pode ser fator motivador para os alunos. Muitos podem pensar: Se ele/ela conseguiu aprender a língua inglesa tão bem, eu também posso.

2. Quem estuda inglês como segunda língua, ou língua estrangeira, tem muito mais consciência da língua – e isso é natural. Nós mesmos, falantes de português, sabemos falar, mas muito pouco refletimos sobre a língua, nem sabemos explicar o porquê de muitas regras. O mesmo acontece com os nativos de inglês. Muitos não sabem reconhecer aspectos gramaticais que nós, aos estudar inglês, aprendemos. A gente vai aprendendo os tempos verbais e os seus nomes, os condicionais, os particípios, enfim. Meus colegas canadenses no curso tiveram muita dificuldade nessa parte de gramática porque não a aprenderam sistematicamente.

Portanto, fica a minha dica: ao escolher um professor de inglês, reflita! Caso seja um nativo, assegure-se que seja uma pessoa com experiência em dar aulas e ensinar, e não apenas alguém que “sabe falar a língua”.

Abraço,

Gabi

Blog

About the author

Confira a pagina "Sobre a Gabriela".
No Responses to “Professor de inglês nativo ou não?”

Leave a Reply